Fraca saúde oral pode provocar doenças

Se tiver uma saúde oral deficiente, é muito mais provável que fique gravemente doente.

Vários resultados de investigação indicam que existe uma ligação entre saúde oral/dentária deficiente e doenças graves. Afinal, a boca é a parte frontal dos pulmões, a cavidade nasal, o estômago e até as orelhas.
A saliva entra facilmente nos pulmões das pessoas, e especialmente das pessoas idosas que se sentam ou se deitam muito. Se tiver má saúde oral, a sua boca está cheia de bactérias orais que se podem espalhar facilmente.

Muitas pesquisas mostram evidências que a saúde oral deficiente também parece estar associada a várias doenças sistémicas, que não têm necessariamente de ser infecções, mas parecem ter começado com bactérias e substâncias provenientes de inflamações na boca.

Pode haver centenas de milhões de bactérias na boca, que podem ser originar putrefação e originar mau-hálito. Se o tiver, há uma boa hipótese de ter uma má higiene oral, da qual a sua saúde dentária depende.
A ligação mais forte, segundo os investigadores, parece ser com a diabetes e a doença cardiovascular, onde a perda de dentes parece ser um factor contribuinte.

Björn Klinge, dentista e professor de periodontologia na Universidade de Malmö e no Karolinska Institutet na Suécia, e a sua equipa de investigação demonstraram que o risco de sofrer um primeiro ataque cardíaco aumenta em 30% em pessoas com perda de dentes. A diabetes é também uma das doenças apontadas no estudo.
A investigação sueca mostra que os pacientes com perda dentária grave têm três vezes mais probabilidades de morrer precocemente.
A inflamação crónica de longa duração e a infecção associada à perda de dentes também parece aumentar o risco de AVC e cancro.
Nas pequenas feridas das bolsas das gengivas, as bactérias e citocinas da inflamação inundam toda a corrente sanguínea do corpo e afectam órgãos e tecidos. Estes microrganismos da cavidade oral foram encontrados em placas nas artérias coronárias do coração e nas artérias carótidas do pescoço.

Há um debate sobre se uma placa bacteriana pode desencadear artrite reumatóide e demência. A placa bacteriana é formada por muitos tipos de bactérias, mas há uma que ninguém quer nas suas gengivas ou articulações, chamada Porphyromonas gingivalis. Tem várias propriedade nefastas, como por exemplo, ter o poder de mudar uma proteína, o que leva à reacção autoimune e destruidora das articulações.
Quando se trata de demência, uma das teorias é que os dentes no maxilar superior estão bastante próximos do cérebro, pelo que existe o risco de as bactérias e as substâncias inflamatórias chegarem facilmente ao cérebro.
Outra teoria é que mastigar envia sinais estimulantes para o cérebro. Estes sinais podem ser vistos com as modernas tecnologias de imagiologia.

Infelizmente, parece que não só a inflamação e infecção generalizada afectam a saúde em geral, mas também a placa dentária é suficiente para afectar a mortalidade.

Portanto, tente manter uma boa higiene oral escovando os dentes regularmente e fazendo check-ups regulares com o seu dentista.

Se quiser marcar uma consulta faça-o através deste formulário:

dente
Implantes Dentários
Tooth
Cirurgia
Oral
Tooth
Prótese fixa e amovível
Tooth
Check-ups
Dentários
Tooth
Branquemento
Tooth
Endodontia
Tooth
Ortodontia
Tooth
Periodontologia
Preferências de Privacidade
Quando visita o nosso website, pode armazenar informações através do seu navegador a partir de serviços específicos, geralmente sob a forma de cookies. Aqui pode alterar as suas preferências de privacidade. Note que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode ter impacto na sua experiência no nosso sítio web e nos serviços que oferecemos.